Valor de entrada para comprar um imóvel: quanto pagar e como negociar?

Valor de entrada para comprar um imóvel: quanto pagar e como negociar?

Para quem nunca adquiriu um imóvel, o processo da compra pode parecer um pouco mais complicado do que realmente é.

Isso talvez se deva ao fato de que existem diferentes alternativas no que se refere à compra de uma casa ou de um apartamento: você pode escolher pagar à vista ou, como grande parte das pessoas, optar por um financiamento, por exemplo.

Caso esteja pensando em adquirir um imóvel, leia nosso post e saiba mais a respeito de como definir o valor de entrada de um imóvel!

Como funciona no caso do financiamento

No caso do financiamento, é importante saber que o banco não financia 100% do imóvel. Por isso, o valor de entrada vai ser aquele que o banco não liberar durante o processo. O requerente vai passar por uma análise de crédito, na qual diversos fatores influenciam na decisão do valor final oferecido pelo banco.

Porém, é importante saber que as parcelas do financiamento não podem ultrapassar 30% da renda mensal familiar do requerente. Sendo assim, se a sua renda mensal familiar for de R$ 10 mil, a parcela do financiamento não pode ultrapassar R$ 3 mil. Por isso, caso o imóvel desejado tenha o valor de R$ 250 mil, você precisaria de 84 prestações para pagá-lo.

A média de entrada para compra de imóveis é de 30% do valor total. Em financiamentos realizados pela Caixa Econômica Federal, o mínimo exigido é de 10%, mas essa porcentagem pode variar de acordo com a renda mensal, idade e outros fatores relacionados ao requerente.

O que fazer quando o requerente não dispõe do valor exigido

Existem casos em que o valor exigido para entrada não cabe no bolso do requerente. Nesse caso, a melhor saída é escolher um imóvel com o valor menor ou negociar o valor da entrada com o dono do imóvel — ou, no caso de um imóvel na planta, com a construtora.

Existem casos nos quais as construtoras parcelam o valor da entrada em prestações a serem pagas até o término da obra. Aqui, vale a pena ressaltar que o FGTS também pode ser usado no abatimento da entrada.

O que fazer quando o requerente dispõe de um valor maior do que a entrada solicitada

Caso você tenha condições de pagar a entrada, é boa prática não fechar o negócio antes de ter certeza que o banco vai liberar o financiamento. Prefira sempre trabalhar com sinais, com o restante do pagamento sendo feito no momento da entrega das chaves.

Resumindo, é importante ter certeza de que você tem condição de pagar o valor de entrada de um imóvel e também saber o quanto o banco está disposto a financiar antes de firmar qualquer compromisso. Sempre procure uma solução que funcione para você e evite ao máximo negociar com vendedores ou construtoras intransigentes se isso for prejudicar o seu orçamento.

E aí, gostou de saber mais a respeito de como negociar o valor de entrada de um imóvel? Caso esteja pensando em pedir um financiamento para adquirir o seu imóvel, saiba mais sobre os juros do Programa Minha Casa Minha Vida!

Gostou do texto?
Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *